Banner-Chemicals

QUÍMICOS

 

EN 13034

EN 13034 Tipo PB [6]
Vestuário de proteção contra produtos químicos líquidos

Esta norma especifica o vestuário de proteção utilizado em situações em que exista um risco de exposição provável a pulverizações ligeiras, aerossóis líquidos ou de baixa pressão, ligeiros salpicos contra os quais não é necessária uma barreira total de permeação dos líquidos (a nível molecular).


De acordo com a norma EN 13034, os seguintes grupos/produtos químicos podem ser testados e o nível mais alto da norma é 3:

 

Grupo químicoQuímico
ÁcidoH2SO4  30% (Ácido sulfúrico)
AlcalinoNaOH 10% (Hidróxido de sódio, também chamado lixívia e soda cáustica)
Hidrocarbonetos Aromáticos O-xileno
AlcoolButanol

Para passar no teste e ser possível utilizar o símbolo EN 13034 na marcação CE, pelo menos um produto químico deve obter o nível 3 para repelência a líquidos e pelo menos um produto químico deve obter o nível 2 para resistência à penetração. O design do vestuário também é um parâmetro considerado na atribuição da marcação CE para peças de vestuário de proteção química.


Resultado do teste do
tecido (classe)

Cantex
Pro 260

Cantex 2.0Cantex 240IRAramidAramid HVTera TXOutback HWOutback 250Mega TX 230IRAra TXWindtech FR550Windtech FR340Apex
Capacidade do material repelir grupos químicos/ químicos
Ácido
H2SO4(30%)3333333233333
AlcalinoNaOH (10%)3333333333333
Hidrocarboneto
Aromático
O-xileno00-03031120-2
AlcoolButanol30-03133303-2

 

Capacidade de penetração grupos químicos/ químicos

ÁcidoH2SO4(30%)3332333233333
AlcalinoNaOH (10%)3333333333333
Hidrocarboneto
Aromático
O-xileno00-0202-313-3
AlcoolButanol30-03032303-3

”-” Grupos químicos/químicos não testados.

”0” Grupos químicos/químicos que não passam no teste.


Quando escolhe vestuário com proteção química (EN 13034), é importante verificar se o grupo/grupos químicos relevantes foram testados nessas peças. Nem todos os quatro grupos químicos são geralmente relevantes para a sua avaliação de risco. Tenha em atenção que o acabamento FC utilizado para a certificação EN 13034 precisa ser reativado aquecendo a roupa após cada ciclo de lavagem. O vestuário também deve ser re-impregnado quando necessário. As lavandarias industriais têm processos para fazer isso corretamente. Para cumprir a norma EN 13034 nas gamas de produtos Tranemo, mesmo para EPI, utilizamos um acabamento que cumpre as restrições para produtos químicos com flúor para consumidores na Noruega e também para as restrições no EU REACH. Se você estiver a trabalhar com outros produtos químicos ou outras concentrações do produtos químicos acima indicados, entre em contato connosco e iremos encontrar a melhor solução de tecido / vestuário para a sua avaliação de risco.


Tranemo Cantex Weld Stretch é a primeira gama da Tranemo com acabamento sem fluorocarbono (C0) que cumpre as requisitos de EN 13034. Um acabamento sem flúor e carbono não contém nenhum átomo de flúor na cadeia molecular, o que o torna mais amigável ambientalmente. Os fluorocarbonos têm sido debatidos há muito tempo e indesejáveis de uma perspectiva ambiental porque eles são persistentes, ou seja, extremamente difíceis para a natureza desintegrar. Os tecidos sem flúor e carbono estão em
conformidade com EN 13034 para ácido e alcalinos com excelentes resultados e proporcionam uma proteção repelente à água e sujidades hidrossolúveis. A razão pela qual o flúorcarbonos ainda são usados é devido à sua excelente capacidade de repelir óleo e produtos químicos à base de óleo, e como algumas indústrias exigem vestuário de proteção repelente de óleo, atualmente é impossível eliminar completamente os flúorcarbonos. Nos casos em que a repelência de óleos e produtos químicos à base de óleo não são diretamente necessários, a Tranemo vê um desenvolvimento positivo de acabamentos sem flúor e carbono que são mais amigáveis para o nosso ambiente.


É importante que o vestuário de proteção seja mantido limpo e seja lavado regularmente para evitar que a sujidade agarre e represente um risco de segurança adicional. Depois de lavar o vestuário de proteção certificadas de acordo com EN 13034 (com ou sem acabamento de flúor carbono), as peças de vestuário precisam ser reativadas por aquecimento para manter a proteção e cumprir com a norma. E, caso necessário, podem necessitar de ser impregnadas novamente. A Tranemo recomenda a impregnação em lavandarias industriais que estejam habilitadas para fazer este processo corretamente. Para vestuário com
acabamento sem flúorcarbono, a Tranemo recomenda que a re-impregnação também seja sem flúorcarbono.


A Tranemo realiza continuamente testes internos aos tecidos para repelência à água, de acordo com a ISO 4920 (teste de pulverização) e repelência de óleo, de acordo com a ISO 14419. Assim, garantimos que os tecidos têm o tratamento correto.

Chemicals